Aparato do Entretenimento: Caer en Tentación: A dor da infidelidade revestida pelo amor improvável visto através de sequelas incuráveis
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Caer en Tentación: A dor da infidelidade revestida pelo amor improvável visto através de sequelas incuráveis

O jogo de traições, Silvia Navarro e Carlos Ferro em cena da novela 'Caer en Tentación' - Créditos: Televisa S.A

Na semana retrassada o tema foi 'La Otra' do produtor Ernesto Alonso, trama já exibida pelo SBT e CNT, mas que nunca teve uma segunda oportunidade no Brasil. Já na semana passada foi a vez de Sebastián Rulli e Maite Perroni dar as cara aqui no site com 'Papá a toda madre'. Por fim o tema desta semana é o que vocês pediram - Caer en Tentación - folhetim de Giselle González exibido no Las Estrellas em 2017.

Confesso que a trama é uma das minhas preferidas e reúne os melhores argumentos de uma telenovela mexicana nos últimos anos, e por mais que não tenha agradado a todos, inclusive a audiência conservadora do México, o folhetim tem méritos, tal qual a sua versão original argentina. Afinal de contas abordar a traição e seus entremeios não é uma tarefa fácil. Neste texto, elencarei os pontos assertivos e negativos do melodrama e adianto, terá muito mais positivos. Siga comigo.




Siga o nosso perfil no Instagram
@aparato_entretenimento


Carlos Ferro e Silvia Navarro, o casal mais improvável e que acabou dando certo. Um salve para Santiel. Créditos: Televisa S.A

Antes de tudo é preciso explicar o estrondo que foi "Caer en Tentación" nas redes sociais. Renegada pela audiência mexicana, a novela se converteu em um enorme sucesso na segunda tela, e nada mais do que justo - a trama apostava no contexto passado e futuro - trazendo uma proposta muito diferente do comum para o telespectador das novelas rosas. O suspense ao entorno da morte de Carolina (Adriana Louvier) foi o estopim para os picos de audiência da novela na TV aberta e também nas redes em sua reta final, que acabou culminando numa das maiores relevações das telenovelas mexicanas.

Parte deste sucesso se deve a sua trama, a adaptação mexicana do êxito argentino de 2017 'Amar, después de amar' apostou justamente no núcleo da traição de seu quarteto de protagonistas, um jogo de intrigas que movimentou a trama do começo ao fim. A versão original produzida pela Telefe foi protagonizada por Mariano Martínez, Isabel Macedo, Eleonora Wexler e Federico Amador e manteve o mesmo torpor de ação, suspense e romance que a sua 'cópia'.

Raquel e Damián são casados ​​e têm dois filhos. Uma família feliz. Até que o destino leva Damián a conhecer Carolina, mulher casada e mãe também de dois filhos, mas sem medo Damián logo sente atração por ela. Neste meio tempo, eis que surge Santiago, arquiteto de construção com quem Carolina tem dois filhos. O futuro adora pregar peças e Raquel certo dia conhece Santiago e descobre que seus filhos se conhecem. Nasce então uma amizade entre as famílias. Contudo o desejo entre Damián e Carolina é mais forte que o casamento deles e ambos decidem enganar seus cônjuges, mas um terrível acidente de carro acaba revelando o terrível segredo. Será que a vida será a mesma à partir de agora?



  
Ela Velden interpreta uma personagem problemática em 'Caer en Tentación' - Créditos: Televisa S.A

Caer en Tentación é uma história original da dupla de argentinos Erika Halvorsen (Pequeña Victoria) e Gonzalo Demaría (El nudo), que na remasterização mexicana ganhou a roteirização de Leonardo Bechini (La Candidata) e Óscar Tabernise (Ladrón de Corazones), sob a edição literária final de María Elena López (Doña Flor y sus dos maridos).

Em sua versão original Erika e Gonzalo já haviam transposto vários empecilhos para colocar a infidelidade como peça fundamental neste jogo de intrigas entre casais, trilha aproveitada por Leonardo Bechini e sua equipe no México, que ainda acrescentaram novos acontecimentos e personagens ao folhetim na tentativa de criar um cenário ainda mais caótico no melodrama. O roteiro denso e feroz acabou criando uma certa faca de dois gumes no projeto, pois na mesma proporção que era muito elogiado pela sua tenacidade e volatidade, o roteiro era criticado pela sua imcompreensão, visto que a novela já trazia consigo uma alta carga dramática, e o texto acabava vindo como apoio. O público acostumado com a simplicidade, não conseguiu acompanhar e a fuga foi grande. A qualidade no texto acabou sendo um dos erros. Acredite.


As intrigas, segredos e mentiras um dia são reveladas - Créditos: Televisa S.A

Quem acompanha novelas mexicanas pela TV aberta brasileira através do SBT, já deve estar acostumado com ambientações semelhantes em quase toda novela, os mesmos ambientes, os mesmos cenários, as mesmas locações. Pouco muda. Mas essa visão já não representa mais a Televisa contemporânea, que a vários anos tem tentado ousar em suas produções, modernizando e trazendo mais verossimilhança no produto final visto na tela. 'Caer en Tentación' leva o carimbo de Esperanza Carmona e Francisco Uribe na ambientação e Diego Lascuran, David Cabrera e Jair Téllez na cenografia. Equipe que acabou mostrando uma visão diferente do México, pois grande parte da sua ambientação era em estúdio, sendo externas em praças, parques, restaurantes e praias. O foco mesmo acabou sendo na cenografia que ousou ao fracionar parte dos seus cenários em estilos diferentes, enquanto um núcleo mais simples era mostrado como algo digno e não a mercê da pobreza, o outro com maior poder aquisitivo era apresentado sem ataques e delimitações que quase sempre tendem para a soberda. Jogo que mostrou certa equiparidade e dada as circustâncias os problemas se mostraram mesmo nos núcleos familiares, problemas em comum, assim como em toda família. 




Santiago, personagem de Carlos Ferro é um dos que se entregam a tentação em meio ao jogo de mentiras e traições - Créditos: Televisa S.A

Outro fato que merece espaço de fala é a fotografia, muitas vezes alvo de críticas em novelas, a direção de fotografia é uma das maiores representações artísticas, pois é à partir dela que uma obra ganha delineamento e vida. Luis García e Alfredo Kassem assumem a direção de fotografia de 'Caer en Tentación' e mais uma vez reproduzem sua marca, assim como em 'La Candita' novela da mesma produtora e que contou com ambos profissionais na produção. O suspense enclausurado no roteiro e na direção é bem explorado na fotografia, que usa de elementos gráficos, filtros e estilos cinematogáficos para suplantar o drama de seus personagens. O tom tétrico e de catástrofe, uma das assinaturas da dupla, também é abordado na obra de Giselle González.


Siga a nossa revista no Flipboard
View my Flipboard Magazine.

O elenco jovem de 'Caer en Tentación' foi um dos acertos da trama - Créditos: Televisa S.A

A direção é justa, pragmática e multilinear. Os diretores de câmeras Armando Zafra e Luis Arturo Rodríguez juntamente com os diretores de cenas Juan Pablo Blanco e Eric Morales, tiveram que explicar de forma didática as idas e vindas desse quarteto. A fórmula encontrada foi dividir as ações do passado e futuro, mostrando o que a traição causa nas famílias. É neste instante que pesou. O público não compreendeu a proposta da trama e a edição teve que entrar em campo, trazendo na tela o delimitação entre as épocas, vez que, as diferenças temporais eram ínfimas e uma confusão poderia ser bem comum. Por mais que Eric Morales tenha conseguido fazer um ótimo trabalho, o público foi afugentado e grande parte não voltou. 
 
Amigas? Será? Está mais para inimigas. Créditos: Televisa S.A

Mais uma vez ao lado de sua produtora associada Julieta de la O. - Giselle González - retorna ao horário estelar do Las Estrellas para apresentar ao público uma história de traição, rebeldia e muito suspense. Assinatura clássica de suas novelas, Giselle aposta nas sequelas como peças do quebra-cabeça noveleiro, onde ações desencadeiam outras ações que por fim geram uma catástrofe, palavra essa que González acostumou usar em suas produções. Fins trágicos e fora do comum, são chancela da produtora, que nunca quer o óbvio.


Gabriel Soto vive ao lado de Silvia Navarro seu melhor personagem em uma novela - Créditos: Televisa S.A

Gabriel Soto teve em 'Caer en Tentación' o melhor papel de sua carreira até o presente momento, bem digirido e roterizado, o ator, conhecido no Brasil pelas novelas 'Sortilegio' e 'Querida Enemiga' teve em grande parte da sua trajetória papéis coadjuvantes ou que tendiam para o humor. Um erro. Gabriel Soto se sai bem mesmo é no drama, fato comprovado com 'Yo no creo en los hombres' da mesma produtora. Damián, seu personagem de "Caer en Tentación' assim como os outros é apresentado em uma teia de passado e futuro, onde suas ações do passado, explicam seu martírio do futuro. Soto soube contrapor e atingir o espectador, causando um misto de raiva, indignação e até torcida pelo seu romance com a amante Carolina, papel vivido por Adriana Louvier.



Adriana Louvier que já havia protagonizado 'Yo no creo en los hombres' ao lado de Gabriel Soto retorna com Giselle González, agora para viver uma mulher de personalidade dúbia, dividida entre o romance casual e o libertinagem de um caso extraconjugal. Carolina é a melhor amiga, a melhor mãe, a melhor vizinha... A única que nunca passaria pela cabeça de Raquel para uma possível amante de seu marido. E esse jogo de mentiras é que propicia a Adriana uma de suas melhores atuações em telenovelas, que só não é a melhor, por conta da presença em outros projetos de calibre como a já citada 'Yo no creo en los hombres' e a série 'Sin Rastro de Ti'. 



Carlos Ferro rosto novo na tela da Televisa, chegava ao prime time do Las Estrellas ao lado de um elenco muito conhecido. E com a missão de ser o par romântico de ninguém menos que Silvia Navarro. Conhecido pelas participações em novelas da Telemundo, Carlos Ferro foi uma aposta correta do produtor de casting Rodrigo Ruiz, e em pouco tempo o ator conseguiu conquistar seu público, mostrando que conseguiu digerir um bom texto e apresentar algo com fervor. Santiago passou de homem traído ao mais desejado da trama em questão de capítulos, tendo a atuação irrepreensível. Sua carreira na Televisa ganhou mais destaque após o término de 'Caer en Tentación' com a janela de oportunidades, Ferro ganhou dois protagonistas, primeiro em 'La jefa del Campeón' e o último na frágil 'Los elegidos' ambas suprimidas e quase esquecíveis. Uma lástima.



Mas o grande destaque da novela é mesmo de Silvia Navarro, que após a famigerada 'La Candidata' retorno para este que é o seu melhor papel em novelas até o presente momento. Raquel transmite emoção, ódio, paixão, empatia. É uma mulher de defeitos, acertos e que nega a todos a possível existência de uma paixão com Santiago, vivendo uma cúpula de dor. As problemáticas de sua família, o desgosto da sogra, o futuro ao lado de seu marido, agora acamado e em coma. Silvia atua com força e grita ao quatro ventos que sofre, uma dor que não tem fim. No Brasil, Silvia teve apenas dois papéis seus exibidos e Raquel corre o sério risco de nunca dar as caras no SBT. A única e mais latente opção é uma vinda através do TLN Network, vez que a novela encontra-se dublada em português. 

O enlace entre Silvia Navarro e Carlos Ferro é tão grande que a novela ganhou ainda mais repercussão nas redes sociais após o envolvimento de seus personagens, Santiel, shippe conhecido até hoje é um dos mais frequentes em grupos, fóruns e redes sociais, como o Twitter. Reflexo de que uma novela pode sim transpor a tela e acertar em cheio seu público para sempre.


A mentira é o elemento principal de toda trama, seguido pelo ingrediente fortificante - a traição. Créditos: Televisa S.A


Siga o nosso perfil no Google News

O elenco jovem também merece destaque e justamente pelas subtramas que seus personagens trouxeram ao enredo. O plástica é recíproca e notória de outras telenovelas de Giselle González onde temas fortes são representados sem medo de afugentar o público. Destaco os personagens Mía (Ela Velden) e Federico (Germán Bracco) parte fundamental desta jogatina. Ambos são adolescentes problemáticos, vivendo as neuras de uma separação, os encontros e desencontros do amor, o destemperamento com a família e o encontro com o destemido.


Pablo Alborán esteve presente na trilha sonora de 'Caer en Tentación', sendo premiado pelo seu trabalho que abrilhantou o cenário fonográfico da novela - Créditos: Televisa S.A

Giselle González teve a honra de ter Pablo Alborán na trilha sonora da novela, e melhor, com duas canções: 'Prometo' e "Saturno' faixas pertencentes ao álbum 'Prometo' lançado em 2017 sob o selo da Warner Music Spain. 

A canção 'Prometo' embalou o casal Santiago e Raquel, interpretados por Carlos Ferro e Silvia Navarro e tal como a letra da melodia, apostava em um amor quase que irremediável e que insiste em lutar contra as adversidades. A música foi tão aceita pelo espectador, que Pablo Alborán participou de programas da Televisa, assim como aumentou sua popularidade no México.

Saturno, o single de abertura seguia a mesma premissa. Um casal que vive em contante mudança, entre idas e vindas, planetas e constelações diferentes e que mesmo assim se ama. Pablo Alborán foi premiado com o hit 'Saturno' no Premios TVyNovelas 2018 na categoria 'Melhor tema musical'.


Para encerrar esta coluna especial, conversei com dois noveleiros sobre a novela. Na oportunidade questionei aspectos da produção, para assim formar uma linha democrática sobre a telenovela.  

Para o Ildemberg Fagundes perguntei: "Muito se especula sobre a qualidade das novelas mexicanas mundo afora, sobre os cenários pobres, o texto, atuação. O estigma de 'novela mexicana' perdura também em "Caer en Tentación"?


"Caer en Tentación" é uma novela diferente e um divisor de águas no padrão Televisa de novelas. A trama já é ousada por mesclar um forte desejo sexual entre 2 casais protagonistas e um suspense policial de fundo que conduz toda a trama e mexe com todos os personagens. Produção de Giselle González, que já havia mostrado sua força e ousadia em "La Candidata", aqui ela repete a parceria com o diretor Eric Morales e fazem uma produção madura, moderna, e caprichada no quesito produção e direção. Cenários bonitos, iluminação, trilha sonora, fotografia, edição, nem de longe lembram as produções menos caprichadas de novelas comuns da Televisa. É uma marca da Giselle esse cuidado. A produtora soube adaptar bem essa versão da argentina "Amar después de Amar" e abordou vários temas atuais e importantes - uma marca dela - como sexualidade, drogas, automutilação, entre outros. E claro, um elenco afiado. Do quarteto protagonista, destaco as maravilhosas Adriana Louvier e Silvia Navarro, essa última em seu melhor e mais difícil papel, e ela fez incrivelmente bem, merecedora de todos os elogios da crítica especializada; pra mim, a melhor atriz da geração e se consagrou de vez ali. A Raquel foi tão bem defendida pela Silvia que teve merecidamente um final de destaque e originalidade. "Caer en Tentación" se destaca pela ousadia, capricho e boas atuações, uma amostra de que com uma equipe competente e disposta, a Televisa faz bem feito e em nada deve a outras grandes produtoras de novelas por aí.



Para a Ingrid questionei: 'Caer en Tentación' foi uma trama que usou como artifício a densidade como peça fundamental na apresentação de seu roteiro. Os personagens carregavam alta carga dramática, muitas vezes expostas por problemas familiares. Você acredita que esse viés mais denso acabou atrapalhando a desenvoltura da trama no México?


Bom, em minha opinião sim, atrapalhou um pouco, o público de lá costuma se interessar por tramas mais "leves" ou que misturam trama densa como leveza, particularmente achei a novela maravilhosa e sim com um pouco de barriga, mas é o estilo da Gisele, e é isso em minha opinião que acabou atrapalhando um pouco. Faltou equilíbrio, digo, mais "leveza" na novela assim como tem nas novelas "tradiconais".

----- || -----

'Caer en Tentación' é uma trama forte, ousada e polêmica. Fruto de cortes em alguns países, o folhetim tem grande peso na teledramatúrgia mexicana, talvez tenha passado 'em branco' pela audiência mexicana, mas ganhou muito respeito nas redes sociais. Fator que tem se tornado cada vez mais frequente nas novelas produzidas por Giselle González. Talvez o público da produtora esteja mesmo escondido entre os emaranhados da internet e não no sofá da dona de casa comum.

Espero que você tenha curtido. Até semana que vem. E não se esqueça de visitar meu Twitter e escolher o próximo tema. Até lá.

P.S: Obrigado Ildemberg e Ingrid.


Siga-me no Twitter: @Hiago__Junior 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “Caer en Tentación: A dor da infidelidade revestida pelo amor improvável visto através de sequelas incuráveis