Aparato do Entretenimento: ENTREVISTA | Alexandre Maguolo e Patricia Garcia, dubladores da novela 'Quando me Apaixono' do SBT
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

ENTREVISTA | Alexandre Maguolo e Patricia Garcia, dubladores da novela 'Quando me Apaixono' do SBT

Logo traduzida de 'Cuando me Enamoro' (Quando me Apaixono) no SBT, a nova novela mexicana da emissora de Silvio Santos - Créditos: SBT/Televisa S.A

Nesta segunda-feira, 20 de julho, finalmente estreia no SBT a novela 'Quando me Apaixono' e justamente após mais de 10 anos da exibição original no México. Produção de Carlos Moreno com adaptação de Martha Carrillo e Cristina García, a trama é uma versão livre da telenovela 'A Mentira' exibida pelo SBT. 

Siga o nosso perfil no Instagram
@aparato_entretenimento


'Quando me Apaixono' é protagonizada por Silvia Navarro e Juan Soler (que já entrevistamos aqui no Aparato), e narra uma história de encontros e desencontros, envoltos por intrigas e mentiras.


Para comemorar a estreia da novela, conversei com o Alexandre Maguolo e Patricia Garcia, responsáveis pela dublagem dos personagens Matías e Roberta, interpretados respectivamente por José Ron e Jessica Coch na obra televisiva. Entre os assuntos; detalhes da trama, expectativas e curiosidades sobre o processo de dublagem da novela.

Antes de tudo, confira a chamada destacando a história de 'Quando me Apaixono'.





José Ron como Matías em foto promocional da novela 'Quando me Apaixono'; Alexandre Maguolo é o responsável pela dublagem do ator no folhetim pelo SBT - Créditos: Televisa S.A

Alexandre, o José Ron está de volta ao SBT e agora como Matías. Em ‘A que não podia amar’, Gustavo era o protagonista que sofria demais pelo amor de Ana Paula (Ana Brenda Contreras), já em ‘Quando me Apaixono’ é a vez de Matías. Conte um pouco do personagem e como foi dublar o ator novamente para o SBT. 


Boa tarde! Sou Alexandre Maguolo, ator há 35 anos e dublador há 10 anos. Tive diversas experiências em dublar atores para novelas mexicanas, mas a maioria destes trabalhos para serem exibidos em Angola. Fui convidado para fazer um teste e dublar José Ron em A QUE NÃO PODIA AMAR. Geralmente dublo vilões, e ter a oportunidade de viver os conflitos de um protagonista com um coração tão bom, foi incrível! Em QUANDO ME APAIXONO, o conflito se dará não apenas na área amorosa, como foi na última novela que mencionei, mas também no campo familiar. As relações conflituosas no seio da família, questões da época da infância e os desencontros amorosos farão um tempero perfeito pra prender a atenção de todos os apaixonados pelas novelas da tarde do SBT.

‘Quando me Apaixono’ é uma das novelas mais vendidas da Televisa, sendo inclusive uma das telenovelas mais reprisadas na Espanha, por exemplo. Alexandre, você antes de dublador também é ator; quando é escalado para uma dublagem você estuda os trejeitos do personagem? Faz uma espécie de laboratório? Conta para os leitores do Aparato como é o seu processo de criação.


O processo de dublagem é muito dinâmico e não temos tempo para pesquisar sobre o personagem que faremos. Mas minha formação profissional é muito adequada ao trabalho de dublagem. Sempre busquei e busco resolver os conflitos que cada cena exige. Na dublagem, assistimos um pedaço da cena ou ela inteira (depende do dublador) e gravamos. Podemos ensaiar uma ou duas vezes dependendo do grau de dificuldade de cada cena. Mas especialmente nestas duas produções que participo tendo o privilégio de dublar o José Ron, contei com a direção mais que competente de Ísis Koschdovski. Somos apaixonados por nossa arte e nos divertimos muito trabalhando juntos. Mas ainda respondendo esta pergunta, com o tempo, no desenrolar da trama, vamos entendendo até a respiração do personagem que fazemos. Hoje, sei como o José respira, como divide suas falas, é algo natural e orgânico que adquirimos com um trabalho cuidadoso.


Matías compartilha muitas cenas com a personagem Renata, interpretada por Silvia Navarro, que no Brasil leva a voz da mega competente dubladora Izabel Lira. Como foi essa experiência na dublagem?


Izabel Lira não é apenas uma colega de trabalho, é uma amiga com um coração enorme, uma família linda, da qual gosto muito! Em A QUE NÃO PODIA AMAR, ela dublava CÍNTIA, que na trama chega a casar com o personagem que dublei, e em QUANDO ME APAIXONO novamente iremos nos envolver, mas não posso dizer se dará certo (risos). Silvia Navarro é uma grande atriz e nesta trama terão outras com atuações impressionantes!


Siga a nossa revista no Flipboard
View my Flipboard Magazine.

Obviamente para dublar o Matías você acompanhou grande parte da novela. A equipe do Aparato ama ‘Quando me Apaixono’, mas gostaríamos que você deixasse um recado para os leitores que evidencie ao menos um motivo (pode ser mais de um) para eles acompanharem a novela pelo SBT.


É um novelão, com todos os ingredientes para deixar os espectadores encantados! A existência de um conflito que vem do passado é um bônus para aguçar nossa curiosidade! Desencontros amorosos, vilões (teremos mais de um) capazes de fazer tudo para conseguirem seus objetivos, grandes atuações, e podem ter certeza, que de nossa parte, nós dubladores e o estúdio Rio Sound preparamos com muito amor cada cena desta história surpreendente!

José Ron é o queridinho da Televisa atualmente, com um papel atrás do outro, além de protagonizar várias novelas em sequência da produtora Lucero Suárez. ‘Te Doy la Vida’ terminou recentemente no Las Estrellas e a telenovela tem todo o estilo de melodramas que chamam atenção do SBT. É uma dúvida recorrente nossa, você, como dublador, acompanha os novos projetos dos atores na qual personifica com sua voz?


Em meu dia a dia, são tantos personagens, tantas produções, as vezes num dia, dublo desenho, documentários, filmes, não temos tempo de acompanhar a carreira dos atores que dublamos. Mas no caso do José Ron, por ser tratar de uma novela que me envolve por meses, nesse caso específico, sim. Sigo o José Ron no Instagram, já tive um feedback positivo dele através de uma página de fãs das novelas da tarde do SBT. O envolvimento com o sofrimento dos protagonistas acontece, torcemos pelo personagem, na última novela, foi delicado gravar a cena final, é uma despedida, é diferente de outras experiências que a dublagem nos proporciona. Tenho certeza que sempre será bom demais dublar o José Ron em todos os seus trabalhos, temos alguns pontos em comum, como o amor pelos animais, gostar de viagens e Deus. Muito afim de dublar ele em RINGO - LA PELEA DE SU VIDA, acho que deve ser diferente de tudo o que ele já fez. Obrigado por dar esse espaço para falar um pouquinho da paixão que tenho por essa profissão linda que é a dublagem e espero que todos gostem a partir desta segunda, no SBT, QUANDO ME APAIXONO.


Jessica Coch como Roberta em foto promocional da novela 'Quando me Apaixono'; na trama, Patricia Garcia é a responsável por dar voz a personagem na dublagem do SBT - Créditos: Televisa S.A

Nesta segunda-feira (20/07), estreia no SBT a inédita ‘Quando me Apaixono’ folhetim mexicano produzido por Carlos Moreno para a Televisa em 2010. Na trama, Jessica Coch, interpreta Roberta, uma vilã de marca maior. A dublagem da personagem ficou a cargo de atriz e dubladora Patricia Garcia. Conte para o público do Aparato Patricia como foi a experiência de dublar uma personagem tão importante na trama?


A experiência está sendo (porque ainda estamos dublando a todo vapor na Rio Sound Estúdios), a mais desafiadora da minha carreira até hoje. Eu brinco dizendo que saio do estúdio com o abdômen dolorido. E é verdade. A técnica pra não perder a voz nas cenas de choros, gargalhadas e gritos (que são muitas, rsrsrsrs), é sustentar no diafragma. E pra sustentar eu tenho que contrair um pouco a região do abdômen, para que a voz saia livre e sem me machucar. A força jamais pode estar nas cordas vocais, senão eu posso machucar seriamente essa região. É uma técnica que aprendi desde a minha adolescência quando cantava no coral, continuei os estudos para a minha carreira de atriz de teatro e com a dublagem a necessidade de uma fono pra acompanhar, a maravilhosa Luísa Catoria. Eu acabei de falar da parte técnica. Artisticamente, foi um sonho realizado: fazer uma vilã de novela mexicana. Nossa!!! Era uma meta minha, eu sempre me visualizei fazendo e esse presente chegou no momento que após 07 anos de carreira, me sinto pronta pra entregar o melhor de mim. Sou muito grata a Rio Sound e a Ísis Koschdoski, diretora primorosa desta novela e que dubla a minha mãe Josefina na trama.


Siga o nosso perfil no Pinterest

Diferente de outras versões do mesmo texto, Roberta, sua personagem sofreu modificações. Você acompanhou as outras versões para compor a dialética e personificar a índole da personagem?


Confesso que não sabia desta modificação. Fiquei até curiosa pra saber como ela era anteriormente. Mas, sabe o que eu acho? É bom não saber. Porque eu estou dublando essa versão e poderia ser ruim ser influenciada por algo que não fosse essa história e a Roberta da qual eu tento ser o mais fiel possível. Até porque a Jéssica Coch está brilhando e eu não modificaria em nada essa vilã tão contraditória e cheia de camadas que a torna tão poderosa, frágil, complexada, humana e cruel. Tudo isso ao mesmo tempo e na mesma personagem.


Como está a sua expectativa para a estreia de ‘Quando me Apaixono’ no SBT?


Eu estou muito animada com a estreia da novela. Uma fã disse que é a única novela inédita de 2020. Que ela seja uma diversão na vida dos brasileiros neste ano tão delicado. E confesso que tô um pouco ansiosa pra conferir essa história completa! No nosso trabalho de dublagem só conhecemos a parte da história na qual a personagem aparece. Já amo! Imagina, conhecendo toda a história? Eu acho 'Quando me Apaixono' uma novela mexicana clássica e que vai sacudir os telespectadores. Resumindo: a expectativa é a melhor possível!


Siga o nosso perfil no Google News

Qual foi a sua cena preferida da Roberta em ‘‘Quando me Apaixono’? (Sem spoilers)


Ai meu Deus!!! Difícil!!! Primeiro, porque eu gosto de muitas e segundo porque é quase impossível escolher uma sem dar spoiler. Hahahaha. Então eu vou responder que a cena mais impactante eu ainda não dublei. Ela só cresce a cada cena! O desafio não para.

A Jessica Coch tem outra boa novela que quase sempre está na mira dos fãs de novelas mexicanas para uma exibição no Brasil - Un refugio para el amor - Coch interpreta outra vilã. Primeiro queríamos saber se existe um preparo diferente na dublagem para dar vida a uma vilã e segundo, você gostaria novamente de dar voz a outra personagem da Jessica Coch?


Quero dizer que os fãs têm me ajudado muito e são muito queridos, porque trazem informações preciosas pra mim. Eu tomei conhecimento desta novela, Um Refúgio para el Amor, através de uma fã. Jessica Coch também está maravilhosa no papel. Eu acho que a tradição do SBT é manter as vozes dos dubladores em todas as suas novelas. Por isso tenho muita esperança e vontade de continuar sendo a voz da Jessica Coch no Brasil. Agora em relação ao preparo para fazer uma vilã, na minha opinião é a bagagem de trabalhos anteriores e experiência profissional. Faço teatro há 26 anos. Sou professora de Artes Cênicas há 20 anos. E quando tenho que encarar uma personagem maravilhosa, que passa por todos os estados emocionais em uma só cena, que tem a força de um leão, a perspicácia de uma cobra e a fragilidade de um passarinho, eu só posso fazer um bom trabalho se usar essa experiência a meu favor. E o estudo nunca para. A Roberta, hoje, também me ensina a cada cena. É essa experiência de trabalhos realizados, que fazem uma atriz ou atriz em dublagem a ser melhor, para dublar todos os tipos de vilãs, mocinhas, princesas ou bruxas. Boa estreia genteeeee!!!!.

Confira chamada destacando Roberta.



Patricia, para encerrar e já que nesta entrevista também conversamos com o Alexandre Maguolo, conte para os leitores do site como é trabalhar com ele. E se possível fale alguma curiosidade de bastidores que envolva vocês dois.

Eu e Alexandre Maguolo nos conhecemos nos cursos de Dublagem do Beck Studios da maravilhosa Maíra Góes (a voz da Dory de Procurando Nemo) e seguimos para o curso do espetacular Ronaldo Júlio. Nosso mestre curiosamente também está em 'Quando me Apaixono'. Ele dubla o Augusto na trama. Eu e Alexandre Maguolo somos muito amigos até hoje. Sempre torci por ele e sei que a recíproca é verdadeira. Então só pode ser uma imensa alegria contracenar com o meu amigo. Curiosidade: em um determinado momento da novela, esses personagens estarão bem próximos. Eu chegava mais cedo no estúdio, quando podia, para observar as cenas. E a gente sempre ria das reviravoltas entre eles. Outra curiosidade: nós ficamos tanto tempo em estúdio, que em 2019 fizemos uma festinha surpresa pra ele dentro do estúdio mesmo, já que não tivemos tempo de sair para comemorar. Esse clima amoroso, reflete muito no nosso empenho em realizar da melhor forma possível o nosso trabalho! Gratidão a todos os envolvidos!

----- || -----

Lembrado mais uma vez...
👉 'Quando me Apaixono' estreia dia 20 de julho às 18h30 no SBT.

Siga o Alexandre no Instagram: @alexandre_maguolo
Siga a Patricia Garcia no Instagram: @patricia_garcia_atriz


Siga-me no Twitter: @Hiago__Junior 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “ENTREVISTA | Alexandre Maguolo e Patricia Garcia, dubladores da novela 'Quando me Apaixono' do SBT