Aparato do Entretenimento: Relembrando Sucessos: Maria Mercedes, Thalía vira bilheteira na primeira parte da trilogia das 'Marias'
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Relembrando Sucessos: Maria Mercedes, Thalía vira bilheteira na primeira parte da trilogia das 'Marias'


Thalía em foto promocional de 'Maria Mercedes' - Créditos: Televisa S.A

Valentín Pimstein foi sem dúvida alguma um dos maiores produtores da história da Televisa. Nos anos 80 o produtor emplacou diversos sucessos na emissora mexicana e ao entrar nos anos 90 com certeza queria manter essa média de sucessos. Em 1992, decidiu fazer uma nova versão das telenovelas 'La Italianita' de 1973 e 'Rina' de 1977, ambas eram baseadas em 'Enamorada' uma radionovela de autoria de Inés Rodena.


Pimstein não só produzia o maior sucesso daquele ano, como também consagraria sua carreira de vez com esse folhetim, ao mesmo tempo que lançava a novela que ficou conhecida como a primeira parte da famosa trilogia das 'Marias', a inebriante 'Maria Mercedes'.
Siga o nosso perfil no Instagram
@aparato_entretenimento


Thalía e Arturo Peniche em foto promocional da novela - Créditos: Televisa S.A

Maria Mercedes é uma garota linda e ingênua que vive na periferia da capital. Ela é responsável pelo sustento do pai, que é alcoólatra, e de seus três irmãos. A mãe abandonou Maria e seus três irmãos por não suportar o vício do marido. Pediu o divórcio, abandonou os filhos, refez sua vida com outro homem e foi morar no exterior. 

Jorge Luiz é um jovem charmoso que vive com sua mãe e sua irmã na mansão que pertence ao primo. Santiago é dono de uma grande fortuna, mas sofre de uma doença incurável e está condenado à morte. Malvina, a mãe de Jorge Luiz, é uma mulher ambiciosa e torce para que o sobrinho morra para herdar toda sua fortuna. 

Jorge Luiz sofre um grande golpe no dia de seu casamento com Diana, quando ela é assassinada por um ex-namorado. Tragédia que só será amenizada com a presença de Maria Mercedes, a vendedora de flores e bilhetes de loteria que ele conhece em um cruzamento da cidade. Maria se apaixona por Jorge Luiz à primeira vista e sonha com seu príncipe encantado. 

Santiago, para se vingar de Malvina e seus filhos, se casa com Maria Mercedes, a quem nomeia sua única herdeira com a condição que depois de sua morte viva na mansão junto com seus parentes. Da tumultuada convivência de Maria com a família Del Olmo, surge um relacionamento amoroso entre eles e Maria Mercedes engravida. 

O amor que une Maria e Jorge Luiz atrapalha os planos de Malvina que fará de tudo para separá-los. Decidida a eliminar seu obstáculo, Malvina diz ao filho que Maria Mercedes está grávida de outro homem. Maria, cansada dos maltratos da família Del Olmo, cede sua fortuna a Jorge Luiz e vai embora da mansão. Apaixonado por Maria Mercedes, Jorge Luiz enfrenta a mãe e vai atrás da amada, com quem sonha dar um novo rumo à sua vida.


Elenco em foto promocional da novela - Créditos: Televisa S.A

Maria Mercedes é uma novela que pode ser definida em duas palavras: deliciosamente cafona. O produtor Valentín Pimstein não economizou na cafonice durante todo o folhetim. Mesmo sendo um dramalhão, Maria Mercedes era bem mais divertida que muitas novelas de comédia, seja por seu figurino super over, pela maquiagem ou penteados bem trash ou graças aos personagens mega estereotipados.

Pimstein nunca foi bobo e sabia que todos esses elementos aliados a um bom elenco, daria uma novela perfeita para cativar o público. Muito do sucesso de Maria Mercedes se deve graças ao elenco, que soube encorporar perfeitamente os personagens.

A primeira cotada para interpretar a personagem-título foi Verónica Castro que recusou. Após isso, Pimstein desejava que Lucero ficasse com a personagem, mas a atriz e cantora também disse não ao produtor. Foi então que o nome de Thalía chegou ao produtor que de início teve certo receio na escalação devido a atriz ter vindo do grande fracasso 'Luz y Sombra' de 1989.

Thalía esteve muito bem no papel, cativou o público do começo ao fim da trama interpretando uma menina muito pobre que enricava, mas que continuava cafona e desajeitada, esse por sinal foi um grande acerto da produção, em não transformar Mercedes em uma mulher elegante. O figurino ajudou e muito nessa composição, aquele peruca só de olhar dava vontade de dar risada e aquelas roupas do início da novela eram de muito mau gosto. Precisava mesmo produção, colocar uma corda amarrada na calça? Vejam a imagem a seguir.

Tudo bem que por si só tudo era exagerado na novela, mas essa corda já era demais. - Créditos: Televisa S.A

Arturo Peniche deu vida ao galã Jorge Luís, um jovem que tinha a esposa assassinada minutos após ambos se casarem e que fechava o coração para o amor. Ainda que Arturo atuasse bem, o roteiro em alguns momentos não o favorecia, já que o personagem era bem chato e as cenas que ele tratava mal Mercedes aconteciam sem motivo algum e com frequência.

Siga o nosso perfil no Google News

Laura Zapata voltava as novelas após interpretar a maléfica Dulcina Linares de 'Rosa Selvagem' de 1987. A atriz teve sem dúvida o papel de maior destaque do folhetim, Malvina era uma vilã com toques de comédia involuntária que cativaram o telespectador, tudo na personagem era exagerado e ela sabia usar justamente isso a seu favor. 

Laura esteve ótima no papel, quem não se lembra dela enlouquecendo nos capítulos finais e quando no último capítulo era internada num manicômio oferendo bilhetes de loteria para o público, simplesmente inesquecível. Vale dizer que foi um pedido de Thalía que Laura estivesse na novela, já que ela desejava atuar com a irmã.

Carmen Amezcua, Laura Zapata e Arturo Peniche em foto promocional de 'Maria Mercedes' - Créditos: Televisa S.A

Dentre os coadjuvantes houveram alguns destaques. Começando pela saudosa Karla Álvarez na pele da rebelde e ambiciosa Rosário, uma moça cheia de vontades e que se metia sempre em encrenca.

Fernando Ciangherotti esteve muito bem na pele do neurótico Santiago, um homem que estava perto da morte, mas que não queria deixar sua fortuna para seus familiares, para isso se casava com Mercedes para poder deixar sua fortuna para ela e também para irritar Malvina que ansiava por sua herança. Gabriela Goldsmith se sobressaiu como Magnólia, a verdadeira mãe de Mercedes, uma mulher que vivia com o remorso de ter abandonado os quatro filhos.

Nicky Mondellini se saiu bem na pele de Miriam, cabelo de beterraba como dizia Mercedes, uma mulher que não cansava de tentar conquistar Jorge Luís e que usou o mesmo vestido durante todo o folhetim.

A novela também ficaria marcada como o primeiro folhetim onde o ator Fernando Colunga teria seu primeiro papel de destaque dentro de uma produção. Na trama ele vivia Tito, um jovem divertido que ficou marcado por sua mania de falar várias palavras em inglês.

Carmen Salinas e Thalía em foto promocional da novela - Créditos: Televisa S.A

Maria Mercedes foi exibida no Brasil pelo SBT entre 12 de agosto até 20 de novembro de 1996 em 87 capítulos, sendo exibida de segunda à sábado no horário das 20 horas, substituindo 'Antônio Alves, Taxista' e sendo substituída por 'Marimar'.

Foi reexibida pela primeira vez também pelo SBT entre 09 de setembro até 06 de dezembro de 1997 em 77 capítulos, substituindo 'Os Ossos do Barão' e sendo substituída por 'Maria do Bairro' às 20h45.


Siga o nosso perfil no Pinterest


Foi reexibida pela segunda vez pelo SBT entre 23 de julho até 11 de dezembro de 2012 em 98 capítulos, sucedendo 'Maria do Bairro' e antecedendo 'A Usurpadora'.

Em 2007 o SBT produziu uma nova versão da novela intitulada 'Maria Esperança', essa roupagem trazia Bárbara Paz e Ricardo Ramory nos papéis que foram de Thalía e Arturo Peniche na versão de 1992.

Nos prêmios TVyNovelas de 1993 a novela recebeu oito indicações, saindo da premiação com cinco estatuetas, incluindo a de Melhor Ator para Arturo Peniche e Melhor Atriz Juvenil para Thalía.

Thalía em foto promocional da novela - Créditos: Televisa S.A

No geral ‘Maria Mercedes’ foi uma novela que usou diversos truques folhetinescos para cativar o público. O folhetim soube usar perfeitamente elementos já conhecidos como uma herança, um casamento arranjado e uma sogra mais do que terrível e tudo isso alinhado aos exageros e a cafonice implementada por Pimstein, tornaram Mercedes um dos folhetins mais queridos daquele momento. Uma novela que com certeza sempre será lembrada com muito carinho pelos noveleiros.


Siga a nossa revista no Flipboard
View my Flipboard Magazine.

Siga-me no Twitter: @EduardoOAlves2 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “Relembrando Sucessos: Maria Mercedes, Thalía vira bilheteira na primeira parte da trilogia das 'Marias'