Aparato do Entretenimento: CRÍTICA: Missão no Mar Vermelho, a história por trás da história
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

CRÍTICA: Missão no Mar Vermelho, a história por trás da história


Pôster promocional do filme "Missão no Mar Vermelho" - Créditos: Netflix 

Olá #Amoras... Hoje vamos falar do filme lançamento da Netflix "Missão No Mar Vermelho" com o nosso queridíssimo Chris Evans. Então #SóVem.


Siga o nosso perfil no Instagram
@aparato_entretenimento


Cena do filme "Missão no Mar Vermelho" - Créditos: Netflix 

Missão no Mar Vermelho (The Red Sea Diving Resort) é um filme original da Netflix que  conta a incrível história de um grupo de agentes secretos, que no começo dos anos 80, usaram um resort de férias no Sudão como fachada para o transporte de milhares de refugiados para Israel. A equipe responsável pela operação é liderada por Ari Levinson (Chris Evans) e pelo etíope, Kabede Bimro (Michael Kenneth Williams).

Cena do filme "Missão no Mar Vermelho" - Créditos: Netflix

A missão é quase suicida, devido ao alto poder de fogo do exercito Sudão e Ari que é totalmente passional, que acaba tomando algumas decisões equivocadas, colocando por várias vezes a missão e a vida de seus soldados em risco.



Os eventos que deram a origem ao filme são assustadores. Entre 1979 e 1991, o governo israelense organizou missões para retirar algo em torno de 90 mil negros e judeus da Etiópia, que passava por uma  guerra civil, com falta de alimentos, água e empregos. 

Cena do filme "Missão no Mar Vermelho" - Créditos: Netflix

Como a Etiópia praticamente não tem litoral e pousar em seu  território era impossível devido a repressão, os etíopes atravessavam o deserto a pé até um campo de refugiados no Sudão, muitos dos refugiados morreram no trajeto. Ao chegar a costa sudanesa, eram levados de navio pelo Mar Vermelho até Israel. 

Cena do filme "Missão no Mar Vermelho" - Créditos: Netflix

O filme conta com a excelente interpretação de Chris Evans, que tenho certeza, encarou como um  desafio, já que por dez anos viveu o papel do "perfeitinho" Capitão América. Ari não é um herói de quadrinhos, ele fuma, fala palavrões e tem conflitos internos como um ser humano normal. Mas uma coisa, Evans não perdeu. Ele segue tendo "O bumbum da América" 😜 

Chris Evans em cena do filme "Missão no Mar Vermelho" - Créditos: Netflix 

Claro que vale ressaltar que a missão foi em conjunto com corajosos e bravos homens, mas o verdadeiro herói foi sem dúvidas, Kabede Bimro, que sem ser militar e sem armas, ou apoio, foi quem iniciou sozinho na Etiópia essa missão de resgate.



Tristemente o destino dos refugiados na história real não foi tão romântica quanto na ficção. Hoje, eles são os mais pobres em Israel, vivendo em comunidades sem a menor higiene, condições desumanas de moradias e saúde.

Por hoje é isso. Beijos e até a próxima.




Siga-me no Twitter: @dannydemoura 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “CRÍTICA: Missão no Mar Vermelho, a história por trás da história