ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Roberto Gómez Fernández e Giselle González, dois produtores mexicanos que o público brasileiro deveria conhecer

Pôster promocional de "La Candidata", trama assinada por Giselle González - Créditos: Televisa S.A

O Brasil há muitos anos é o palco para apreciação de muitas tramas latinas, e para tanto, algumas emissoras brasileiras já se aventuraram na exibição de folhetins de terras latinas, sendo a mais conhecida como "casa" deste tipo de gênero, o SBT. 


Na emissora de Silvio Santos diversos produtores mexicanos tiveram seus trabalhos expostos em cadeia nacional, alguns com enorme sucesso, enquanto outros em menor evidência. Rosy Ocampo, Salvador Mejía, Nathalie Lartilleux, Carla Estrada, Angelli Nesma Medina, Nicandro Díaz González, são apenas alguns nomes. 
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
Da mesma maneira que alguns produtores tiveram seus produtos expostos, outros não optiveram a mesma chance, ou em parcelas menores. Roberto Gómez Fernández e Giselle González, por exemplo, no Brasil não ganharam tanto espaço ao sol. 

Roberto é um dos filhos de Roberto Gómez Bolaños, o tão conhecido "Chaves". Em terras tupiniquins Fernández teve seu desenho animado derivado do sucesso do pai exibido pelo SBT, além da novela "El juego de la vida", exibida em 2007 [época negra de audiência da emissora].

      
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
Giselle González, por sua vez, teve apenas uma oportunidade no Brasil, a trama "El juego de la vida", folhetim que dividia os créditos com Roberto Gómez Fernández.    
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase) 
Cena de "El Hotel de Los Secretos", folhetim assinado por Roberto Gómez Fernández - Créditos: Televisa S.A 


Merecedor e interessante, as tramas folhetinescas de ambos navegam por um drama mais exacerbado, com temas frívolos, factuais e que instigam o público. São densas, pesadas e abusam do gênero novelesco. Mostram um estilo diferente de narrar suas estórias, não obstinante do já popular "drama rosa" velho artifício conhecido em novelas mexicanas. 

Cena da novela "Caer en Tentación" folhetim assinado por Giselle González - Crédito: Televisa S.A


Vilãs frias e calculistas; coadjuvantes que roubam a cena e protagonistas que não beiram o marasmo, ao contrário, vão a luta e não ficam a mercê da vilania. Desfechos críveis e inesperados. 

Pôster promocional de "El Color de la Pasión" - trama assinada por Roberto Gómez Fernández - Créditos: Televisa S.A


Talvez, muito provavelmente em primeira impressão Roberto e Giselle não podem "vingar" no Brasil, país que está fincado em tramas rosas, onde as mocinhas sofrem e pouco fazem, mas uma tentativa não seria em vão. Estar aberto ao novo, nem sempre é ruim. 


Siga-me no Twitter: @Hiago__Junior 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “Roberto Gómez Fernández e Giselle González, dois produtores mexicanos que o público brasileiro deveria conhecer