ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Controle Remoto: A inesquecível “Éramos Seis” – 22 anos


Olá amigos, estamos aqui com mais uma Coluna “Controle Remoto!”, e nas terças teremos textos mais nostálgicos, falando um pouco da história da TV através das novelas, séries, programas e acontecimentos. E para darmos início a nossa coluna das terças, vamos falar da inesquecível "Éramos Seis" que este ano completará 22 anos de sua estreia na tela do SBT.


Logo de "Éramos Seis", SBT, 1994
A novela é uma adaptação do romance homônimo de “Maria José Dupré” e uma das novelas brasileiras com o maior numero de versões já produzidas, quatro no total.  


Elenco de Éramos Seis "Rede Tupi", 1977

A primeira versão foi exibida pela Rede Record em 1958, naquela época eram apresentados dois capítulos por semana e ao vivo, já a segunda versão foi ao ar em 1967 pela TV Tupi, com exibições diárias, enquanto a terceira versão por incrível que pareça, foi exibida na própria TV Tupi dez anos depois, em 1977, e por fim a última versão considerada a de maior sucesso foi exibida no ano de 1994 pelo SBT.

Abertura da novela Éramos Seis, da "Rede Tupi", de 1977

Naquela época o SBT procurava reativar seu núcleo de teledramaturgia, e “Éramos Seis” caiu como uma luva para a emissora. Versão escrita por Sílvio de Abreu e Rubens Edwald Filho, dirigida por Henrique Martins e Del Rangel, com direção geral de Nilton Travesso. A emissora não poupou esforços, com cenários e figurinos que não deixaram a desejar e com um grandioso elenco, contendo nomes como: Irene Ravache (Dona Lola), Othon Bastos (Julio), Tarcisio Filho (Alfredo), Osmar Prado (Zeca), Jussara Freire (Clotilde), Nathália Timberg (Emília), Marcos Caruso (Virgulino), Antônio Petrin (Assad), dentre outros. 

Éramos Seis "SBT, 1994
Alguns artistas foram revelados, tais como: Denise Fraga (Olga), Ana Paula Arósio (Amanda), Otaviano Costa (Tavinho) Caio Blat (Carlos quando menino) e Wagner Santisteban (Alfredo  quando menino).

Ana Paula Arósio, (Amanda) em Éramos Seis 1994
O folhetim que teve sua estreia adiada em uma semana devido à morte de Ayrton Cena em 1º de Maio de 1994.  No dia em que aconteceria a estreia, Irene Ravache deu um depoimento dizendo que a novela não poderia ir ao ar num momento tão triste. Foi adiada então para 09 de maio de 1994. 


Abertura de Éramos Seis, do "SBT" 1994

A história de “Dona Lola” com seu marido e quatro filhos se inicia em 1921 e grande parte dela se passa  no seu "casarão da Avenida Angelica", onde pode-se acompanhar a narrativa do seu dia a dia,  da luta para pagar as prestações da casa, os conflitos familiares... ao fim da novela ela termina seus dias sozinha dentro de uma casa de repouso.

Cena de Éramos Seis , "SBT" 1994
Uma novela com um tema muito comum, mas com uma sensibilidade incrível e que conquistou o Brasil, prova disso foi a curiosa estratégia na qual a novela era exibida as 20h e reprisada no mesmo dia as 21h40 e com o mesmo sucesso, chegando facilmente a casa dos 20 pontos, o que para época foi considerada grande sucesso. Incomodou bastante a Rede Globo. Foi a única novela de toda a história do SBT a receber o Troféu Imprensa de melhor novela do ano.

Jussara Freire, Denise Fraga e Irene Ravache
Éramos Seis foi e ainda é, um dos grandes marcos da história da teledramaturgia brasileira e do próprio SBT.  

Espero que tenham gostado e até a próxima! 
Siga-me no Twitter: @Jonas_HBA



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “Controle Remoto: A inesquecível “Éramos Seis” – 22 anos