Aparato do Entretenimento: CRÍTICA: "Naomi e Ely e a Lista do Não-Beijo": uma amizade de ferro posta à prova
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

CRÍTICA: "Naomi e Ely e a Lista do Não-Beijo": uma amizade de ferro posta à prova


Pierson Fodé e Victória Justice - Créditos: Reprodução

"Naomi e Ely e a Lista do Não-Beijo" é um filme de comédia romântica estadunidense de 2015, protagonizado por Victória Justice e Pierson Fodé, baseado no livro de mesmo nome escrito por Rachael Cohn e David Levithan.

Créditos: Divulgação - Netflix

aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)


Sabe aqueles filmes que a gente vê e acha a cara da "Sessão da Tarde"? Pois bem, "Naomi e Ely e a Lista do Não-Beijo" é um desses. A premissa do filme se baseia em Ely (Pierson Fodé) e Naomi (Victória Justice) que são e sempre foram melhores amigos. Eles se divertem, saem, são vizinhos e passam a grande parte do tempo juntos, mas um romance entre eles é praticamente impossível, afinal Ely é gay. Ainda na adolescência, a dupla decide estabelecer uma lista de não beijo, ou seja, uma lista de homens que ambos não podem beijar, para que a amizade não fique em risco. 


Creditos: Reprodução



O sistema é bem eficaz, até o dia em que Naomi e Ely se apaixonam pelo mesmo rapaz, que no caso era o namorado dela, Bruce 2 (Ryan Ward), ao mesmo tempo que a amizade deles desmorona, ela passa a olhar com outros olhos, Gabriel (Matthew Daddario), porteiro de prédio, jovem, atlético, músico e segundo na lista de não beijo.


A partir daí surge uma rixa entre os dois amigos. Os lugares que costumavam frequentar, agora são evitados, eles mal se olham. Ao se encontrarem no prédio, se afastam cada vez mais.


Com a amizade abalada e a lista de não beijo efetivamente acabada, Naomi deixa rolar o relacionamento com Gabriel. Enquanto isso, Ely se aproxima cada vez mais de Bruce 2. Saem juntos e seu afeto um pelo outro só cresce.

Naomi e Gabriel - Créditos: Viveram felizes para sempre


Gabriel se apaixonou por Naomi desde a primeira vez que a viu, a frase abaixo demonstra muito bem isso: 



Aquela primeira noite, eu senti como primeiro dia do resto da minha vida, quando eu vi, seu sorriso com covinhas, essa risada, me deram uma faísca de esperança e era só o que eu queria.
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)



Victória Justice teve química com os dois atores, tanto com Matthew Daddario, quanto com Pierson Fodé, gostei muito mais dela com o primeiro, Naomi e Gabriel teve uma liga especial, ele sempre gentil e disponível para quando ela precisava.

Das personagens que vi de Victória Justice, considero Naomi a melhor, foi nítido o quanto cresceu com o passar dos anos, nem parecia a mesma que interpretou a sem sal da Tori Vega de "Victorious". 

Matthew Daddario fez um Gabriel tão apaixonante e encantador, um personagem cheio de nuances e romântico. Pierson Fodé também cumpriu muito bem seu papel, Ely é encantador, mas em algumas partes do filme foi um pé no saco.

Uma coisa que fiquei impressionado foi com a jovialidade da Monique Coleman, pasmem, quase 40 anos e se passou muito bem por uma universitária jovial, uma pena o romance dela com o nerd ter ficado em segundo plano e esquecido.

O filme é muito bom pra quem gosta deste estilo adolescente. É divertido e traz uma reflexão sobre o significado de família e amizade. Recomendo fortemente para quem curtir a sinopse. O longa se desenvolve nessa premissa, baseando-se na amizade, relacionamentos e no amadurecimento dos protagonistas.

Abaixo deixo as capas do livro, feita em duas versões, o mesmo encontra-se disponível em sites de compra.



Naomi e Ely e a Lista do Não-Beijo
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
Ficha Técnica



Título original
Naomi and Ely's No Kiss List
Elenco
Victória Justice
Naomi Mills
Matthew Daddario
Gabriel
Pierson Fodé
Ely Diamond
Ryan Ward
Bruce II
Griffin Newman
Bruce I
Monique Coleman
Garota Robyn
Daniel Flaherty
Robin
Gary Betsworth
Mr. McAllister
Dean Kapica
George
Marianne Hagan
Susan
Maddie Corman
Ginny
Petronia Paley
Mrs. Loy
Kathy Tong
Cassandra
Cliff Samara
Mahmood
Roteiro
Rachel Cohn, David Levithan, Amy Andelson, Emily Meyer
Direção
Kristin Hanggi
Direção musical
Deborah Lurie
Distribuição
Netflix
Duração
89 min
Orçamento
Não Divulgado
Receita
Não Divulgado
Gênero
Comédia, Drama, Romance
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
Curiosidades


↳ A première do filme aconteceu durante o Outfest LGBT Film Festival, em 17 de julho de 2015, em Nova Iorque;

↳ David Levithan é autor dos livros "Will & Will" e "Todo dia";

↳ Você pode encontrar para comprar o livro na Saraiva, por R$ 40,90 (preço 12/12/2018);

↳ O filme está disponível na Netflix desde o mês passado;

↳ Monique Coleman fez "High School Musical", no filme, interpretava Taylor McKessie, uma das protagonistas;

↳ Victória Justice atualmente é uma das atrizes mais procuradas para fazer filmes de temática juvenil e teen, atualmente se encontra na série Queen América do Facebook Watch;

↳ Pierson Fodé interpretou Thomas Forrester na série da CBS, The Bold and the Beautiful e fez uma participação de 5 episódios em Jessie do Disney Channel como Brooks Wentworth III;

↳ Matthew Daddario esteve em "Shadowhunters" da Freefrom como Alec Lightwood, um dos papéis principais da série, que está disponível na Netflix.

Someday - Dave Madden

------------------------

E você, curtiu o filme? Conta pra gente! Não se acanhe, deixe seu parecer nos comentários.

------------------------

Escrito por: Leandro Martins
Siga-me no Twitter: @LeandroMartyns1 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “CRÍTICA: "Naomi e Ely e a Lista do Não-Beijo": uma amizade de ferro posta à prova