ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Perfil: Quem é Mon-El?



Saudações! Semana passada, o CW divulgou as primeiras imagens oficiais do retorno de "Supergirl" revelando Mon-El (Christopher Wood) usando o traje heróico clássico dos quadrinhos nos próximos episódios - finalmente! 

A revelação antecedeu o aguardado retorno da série após o hiato chato. No clima da volta de "Supergirl", confira a trajetória curiosa de uma dos heróis mais peculiares da DC Comics, marcada por iterações variadas e reviravoltas confusas.


SUPER-POMBINHOS: Supergirl e Mon-El em "Supergirl".

Ao longo dos célebres 80 anos do Super-Homem nas HQs, cinco versões do personagem já apareceram nos títulos do Homem de Aço. Criado por Robert Bernstein e George Rapp em 1961, Mon-El foi inspirado em Hal Kar, um "irmão postiço" do Superman adulto que pintou nos quadrinhos em 1953.


IRMÃOZÃO: Mon-El/Lar Gand debuta em "Superboy #89" (1961).

Mon-El debutou em "Superboy" #89 em junho de 1961. Na história, que ignora completamente a existência de Hal Kar (uma prática comum nas HQs da época), o jovem Clark Kent descobre um misterioso explorador espacial sem memória e com poderes similares aos seus. 

As semelhanças logo fazem os dois super-garotos concluírem que são irmãos. Por ter caído na Terra em uma segunda-feira ("monday"), Clark batiza o menino de Mon-El, dando-lhe seu sobrenome e forjando, também, uma identidade secreta - Bob Cobb. 


AÇO/INOX: Superboy encontra o forasteiro. "Monel" também é o nome de um conjunto de ligas metálicas altamente resistente - quase como o aço.

Ao longo de sua participação no título, Clark  e Mon-El logo descobriram que o forasteiro era imune a kryptonita, mas a exposição a chumbo na Terra lhe era fatal. E eventual infecção acabou devolvendo as memórias do garoto, que relembrou seus verdadeiros nome e origem - Mon-El, na verdade, se chamava Lar Gand e era natural do planeta Daxam. 

Como explorador, Lar Gand havia visitado Krypton antes de sua destruição, onde conheceu Jor-El. Alertando-o da destruição iminente do planeta, Jor-El indicou o caminho da Terra a Lar Gand.


SOMEBODY SAVE ME! O jovem Clark Kent e Mon-El/Lar Gand na arte do brasileiro Renato Guedes. Após anos de remodelações, o roteirista Geoff Johns devolveu o personagem à sua essência durante a "Crise Infinita".

Após Clark expor o "irmão" a chumbo acidentalmente, a única saída encontrada foi mandá-lo para a atemporal Zona Fantasma, onde a infecção não surtiria efeito. 

Lar Gand/Mon-El só seria libertado mil anos mais tarde, pela Moça de Saturno da Legião dos Super-Heróis, time do qual se tornou integrante após Brainiac 5 lhe presentear com um antídoto para a intoxicação. 


O herói Valor.
Como parte da bagunça na continuidade causada pela "Crise nas Infinitas Terras" (que eliminou o Superboy da continuidade), Lar Gand e a Legião continuaram a existir, embora em uma realidade "resetada", sem o Superboy, Supergirl e afins. Tendo a Crise tornado o tempo maleável, o maligno Senhor do Tempo encontrou a oportunidade perfeita para piorar o que já estava ruim. Mon-El conseguiu detê-lo, mas zerou a realidade no ato.

Quando a vilã Glorith assumiu o controle dessa nova realidade, Lar Gand renasceu como o herói Valor (desta vez, a razão da Legião existir,  no lugar do Superman), que estrelou uma revista própria entre 1992 e 1994.
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
Após mais um "reset" na continuidade da DC, a saga "Zero Hora" (1994), Valor se tornou um herói galáctico lendário conhecido como M'Onel ("aquele que vaga", em marciano). 

O personagem só voltaria à sua essência original em 2006, durante a "Crise Infinita", quando o roteirista Geoff Johns o reapresentou como um amigo de infância de Clark Kent, revisitando a origem mais conhecida, em uma história digna de um episódio de "Smallville". Nessa fase, Mon-El era filho de uma daxamita, Bal Gand, que teve contato com os Incas e engravidou de um terráqueo. Temendo que o neném crescesse sendo considerado um Deus, ela retornou ao planeta natal.


Mon-El enfrenta o Bizarro em Metrópolis.

Maior, Lar Gand escapa de Daxam e retorna à Terra, encontrando o jovem Clark Kent. Contudo, dessa vez, Clark envia Mon-El/Lar Gand para a Zona Fantasma em estado de estase, na intenção de curá-lo. Já adulto, Clark liberta Mon-El quando a Zona começa a entrar em colapso. 


Mon-El/Lar Gand se torna um Lanterna Verde.

Nesta fase, Mon-El se tornou um herói de Metrópolis (ganhando destaque na saga "Novo Krypton"), flertou com a Supergirl, fez parte da Liga da Justiça da América, retornou à Legião dos Super-Heróis e se tornou um Lanterna Verde.
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase) 
Tenso, não? Quadrinhos, senhoras e senhores! Felizmente, "Supergirl" traz uma versão simples, não tão exaustiva (embora um bocado machista, no início) do herói daxamita, que na série lidera a Legião e se alia à Supergirl para deter a ameaça de Reign e suas Assassinas de Mundos. 




Siga-me no Twitter: @zevirtovsf 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “Perfil: Quem é Mon-El?