Aparato do Entretenimento: CRÍTICA: "Bum Bum Dale Dale" feat de Maite Perroni e Reykon, é o perfeito entrosamento entre Brasil, México e Colômbia
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

CRÍTICA: "Bum Bum Dale Dale" feat de Maite Perroni e Reykon, é o perfeito entrosamento entre Brasil, México e Colômbia

Pôster promocional do feat "Bum Bum Dale Dale" - Créditos: Warner Music México

Está cada vez mais claro que Maite Perroni busca firmar-se como uma das cantantes do estilo reggaeton na América Latina. Sua mais recente investida é o feat com o cantor colombiano Reykon, famoso no seu país por disseminar o gênero musical em questão. Obviamente, o casamento perfeito. 

aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)


Sonoridade 


É agradável. Maite e Reykon entrelaçam suas vozes com muita maestria, sendo interessante acompanhar a canção por completo. O excesso do refrão ciclete é a arma usada por tantos outros cantores e compositores, e que em "Bum Bum Dale Dale" deu liga. Gruda na mente.


Produção

Produzida pela Warner Music México, o single conta com elementos do pop latino e reggaeton, além do urbano. E justamente por não exigir altos timbres vocais, concentra sua beleza na entrega de seus intérpretes. Que vai muito bem, obrigado.    

aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)


Pegada brasileira


Acredite, "Bum Bum Dale Dale" tem produção dos brasileiros Pablo Bispo, Ruxell e Sérgio Santos. Responsáveis por ajudar a bombar as carreiras de Anitta, IZA e Lucy Alves, por exemplo. A composição mistura um funk com o reggaeton. Ficando assim, latino ao máximo. 
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
Imagem promocional de 'Bum Bum Dale Dale" - Créditos: Warner Music México

Videoclipe

Maite está entregue ao estilo, faz do cenário do videoclipe sua casa, transmite verdade e alegria. Mostra que é uma mulher feliz. A letra é caliente e não tem preocupação alguma de passar informação, e sim fomentar risadas e muita descontração. 

Reykon é o seu contraponto. Seguro de si, enfático e proeminente, conduz sua participação de forma coerente. 


aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
Entre os fãs, a canção dividiu opiniões, confira:

Sobre a letra do feat, Gisele disse:


"A letra da música é muito repetitiva, Maite já deve mais criatividade". @clubefabiolamel

Juliano enfatizou o conjunto da obra e destacou o trabalho de Perroni:


"Curti a música. Tem tudo pra ser hit do verão... Maite se supera a cada clipe lançado. Sou fã!" @JulianoRodriigo

Neiva concluiu:

"Em cada videoclipe de Maite vemos nítido e claro, como ela vem evoluindo e que se encaixa em todos os ritmos. Excelente em tudo o que faz, orgulho de ser fã e de acompanhar sua carreira desde aquela menina que ninguém dava nada e, agora é uma explosão de mulher que encanta". @neivacristina4
----------------------------

O hit está disponível em todas as plataformas digitais.


Siga-me no Twitter: @Hiago__Junior 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “CRÍTICA: "Bum Bum Dale Dale" feat de Maite Perroni e Reykon, é o perfeito entrosamento entre Brasil, México e Colômbia