ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

CRÍTICA: "Benji" - A reinvenção do clássico simples e emotivo pelas mãos da Netflix


Sem sombra de dúvidas você já deve ter assistido ao clássico "Benji" na "Sessão da Tarde" nem que tenha sido um dos filmes da franquia do cãozinho mais esperto e corajoso do cinema.

Pois bem, essa semana a poderosa do streaming: 'Netflix' lançou a sua nova versão de "Benji". E amigos, posso dizer: "É muito bom". Vamos aos fatos? 
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
1º) Simplicidade

O principal artifício da película é a sua simplicidade, nuance que contrasta positivamente com o roteiro família que exije o filme. Não trata o telespectador como idiota muito menos beira o infantil. É cômico, envolvente e emocionante.

2º) Trilha Sonora

Assim como na versão original que foi aclamada com um Globo de Ouro na categoria "Melhor Canção Original" nos anos 70, a versão de 2018 aposta alto em sua canção. A trilha sonora é um show a parte - instigante, amorosa e que abraça - razões que fazem do produto "Benji" um projeto que não se perdeu com o andar das décadas. 

3º) Equipe

O que tanto encantou na franquia de filmes "Benji" nos anos 70 e 80 foi o empenho de sua equipe: direção, produção e roteiro entrozados. Se na era ainda clássica quem comandava praticamente tudo era o multifacetado Joe Camp, na nova era, Brandon Camp é quem assina o projeto. Tudo em família, o filho fez jus ao trabalho exímio do pai. 

4º) Atuação

Destaque para Gabriel Bateman e Darby Camp, os irmãos Carter e Frankie que são sequestrados e salvos posteriormente pelo cão Benji. A desenvoltura de Gabriel perante as câmeras mostram que o futuro do jovem ator é muito promissor. Outro ponto a se destacar são os vilões. Delimitados, ruins e fiéis aos toques de maldade que não extrapolam o ambiente família do filme. 

5º) Preparo

Se tem uma coisa complicada em filmes que envolvem animais é o preparo dos mesmos. Paciência é a palavra mais correta para películas como "Benji". Em momento algum os takes demonstram fragilidade neste eixo, ao contrário, o preparo é ótimo. Tudo isso munido ao trabalho de edição levam ao público final, o telespectador, algo sem furos e condizentes com a realidade. 

aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
De forma geral "Benji" é uma boa pedida para um fim de semana cansativo. E querida Netflix se quiser e não lhe atrapalhar, pode adaptar outro grande clássico canino? Sim, faça um reebot de "Lembranças de uma outra vida". Nunca te pedi nada! 😁


Siga-me no Twitter: @Hiago__Junior 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “CRÍTICA: "Benji" - A reinvenção do clássico simples e emotivo pelas mãos da Netflix