ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

#SinFronteras: "Bitten", entre na matilha



Triângulo amoroso de "Bitten"
O “Sin Fronteras” desta semana chega a terras canadenses para falar sobre a série “Bitten”, uma série sobre lobos. Pesquisando sobre ela, notei que as informações são escassas. Uma série que não é tão popular, por isso resolvi trazer minha opinião.


Bitten é uma série de televisão canadense inspirada na série literária Women of the Otherworld, da escritora Kelley Armstrong. Foi produzida pelo Space Canadá, sendo filmada em Toronto, Ontário. A série teve três temporadas, estreando em 11 de janeiro de 2014. São 10, 13 e 10 episódios nas três temporadas, respectivamente. No Brasil, a série estreou 28 de setembro de 2014 pela Syfy Brasil aos domingos.

Quando me recomendaram “Bitten” eu estava acompanhando “Teen Wolf”, ambas com o mesmo tema, mas com propostas diferentes. Deixo a análise de TW para outro momento. Bitten é estrelada por Laura Vandervoort no papel de Elena Michaels, a única lobisomem fêmea do mundo. Ela foi mordida por Clayton Danvers (Greyston Holt), transformando-a em loba.


Desesperada para escapar tanto de um mundo do qual ela nunca quis fazer parte, quanto do homem que a transformou num lobisomem, Elena abandonou sua matilha e agora está refugiada em uma nova cidade. Ali, ela trabalha como fotógrafa e esconde a sua identidade sobrenatural do namorado. Mas, quando cadáveres começam a aparecer, no quintal de sua matilha, Elena termina tendo que voltar a Stonehaven, o local ancestral dos lobisomens. Dividida entre dois mundos e dois amores, ela logo percebe que nada vai impedi-la de defender sua espécie.

A matilha liderada pelo lobisomem alfa Jeremy Danvers (Greg Bryk) conta também com os lobisomens Nick Sorrentino (Steve Lund) e Logan Jonsen (Michael Xavier). Eles vivem em Stonehaven, mas seus segredos são ameaçados quando vira-latas (lobisomens que se viraram contra a matilha) começam a matar tentando incriminá-los. A partir daí, Elena e toda a matilha precisam descobrir quem está por trás de tudo, e por quais motivos, dando inicio a uma guerra que só os mais fortes sairão vivos.

O que me encantou em “Bitten” foi o diferencial. Uma série adulta com cenas de sexo, ação e suspense. Assisti as duas primeiras temporadas, e a segunda, sem dúvidas, é a melhor. A primeira gira em torno dessa vida dupla de Elena Michaels, já a segunda traz um novo sobrenatural, o mundo das bruxas. Onde elas e os lobos terão que juntos, lutar contra uma profecia, que pode acabar com os dois clãs.

Faço o convite a vocês para conhecerem e se apaixonarem por BITTEN.


Até a próxima edição do #SinFronteras 


Siga-me no Twitter: @Wesley_Rodrigo1 


Ou então me mande um e-mail: 
wesley@aparatodoentretenimento.com.br 



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “#SinFronteras: "Bitten", entre na matilha