ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Animes e Desenhos Animados que fizeram sucesso na TV aberta brasileira


Não sei vocês, mas a grande maioria das crianças brasileiras passam dias e horas da sua infância na frente de uma TV, foi assim, esse fenômeno em diferentes décadas; e a TV aberta foi o palco dessas gerações. Globo, Record, hoje Record TV, SBT, Band, TV Cultura, Futura, Rede TV! dentre outras, dedicaram boa parte da sua programação à criançada. Desde os cultuados animes japoneses aos desenhos americanos, franceses, espanhóis… E nada mais justo do que relembrarmos os 10 produtos destinados ao público infanto-juvenil, vulgo, desenhos e animes que mais encantaram e vivem na memória do brasileiro até os dias atuais [escolhidos pela nossa equipe].


---------- ⇎⇎⇎⇎⇎⇎⇎⇎ ----------

10º) Naruto 
SBT - 2007 



Apesar dos fillers imensos, as lutas que duram 10 episódios, a narrativa tanto quanto cansativa, de modo geral "Naruto" é um dos animes com maior durabilidade do mercado. [afinal de contas são mais de 15 anos de sucesso]. Para se ter ideia a saga “Naruto” hoje conta com a temporada clássica, sua adjacente intitulada “Naruto Shippuden” e a mais recente “Boruto” está última narra as peripécias do filho do personagem que dá nome ao anime original. No Brasil “Naruto” foi exibido pelo SBT em 2007 na TV aberta através do "Bom Dia & Cia" e pelo Cartoon Network na TV por assinatura. O serviço por streaming Netflix detêm os direitos de exibição da série com a temporada completa do clássico, e partes da saga Shippuden. O que tanto encanta no anime? É simples - Naruto - preza pela espontaneidade ao abordar temas como vínculos de amizade, a importância de manter o amor pelo próximo e a beleza em enxergar no semelhante o desespero e sem medo ajudá-lo superar os encalços do caminho. Infelizmente os direitos da saga já não pertencem mais ao SBT, assim como a TV fechada que deixou de exibi-lo. Uma lástima, vida que segue.
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
9º) Cavaleiros do Zodíaco 
MANCHETE - 1994-1997



Em 1994, um dos animes de maior repercussão no Brasil (até mais que no país de origem) quase não foi aprovado pelo então diretor de programação da Rede Manchete, Eduardo Miranda, diante do teor violento das cenas. Graças aos deuses, alguns episódios depois, Miranda deu sinal verde para a estreia, em 1º de setembro de 1994. Quem foi criança naquela época e não lembra da Mitsui, a apresentadora-mirim que introduzia cada episódio em um cenário futurista? O desenho baseado nos mangás de Masami Kurumada virou febre na década de 90, elevando a audiência da Manchete, chegando aos 15 pontos no IBOPE, tudo isso ignorando qualquer censura e controvérsia (sendo baseado em um mangá para maiores de 14). A trilha sonora nacional interpretada por Larissa e William chegou 1 milhão de cópias vendidas. O sucesso dos defensores de Atena atravessou uma geração mesmo após a extinção da Manchete, sendo exibidos também pelo Cartoon Network e pela Band, em 2004. Atualmente é exibido pela Rede Brasil de Televisão.

8º) O Pequeno Urso 
TV Cultura 



Sabe aquele desenho animado que atravessa gerações e que não envelhece? Pois bem “O Pequeno Urso” é um desses. O “danado” nem é tão velho assim, tem apenas 23 anos de vida, mas uma legião de fãs enorme. O ditado “De boca em boca” é a frase que melhor define o produto, pais que passaram para seus filhos assistirem e filhos que passaram para os seus, e assim o ciclo se recicla. Ilustrado pelo fantástico Maurice Sendak [Onde Vivem Os Monstros e Os Sete Monstrinhos] baseando-se na obra da autora Else Holmelund Minarik, “O Pequeno Urso” ganhou espaço na TV Cultura em meados de 1997, por lá, permaneceu no ar ininterruptamente até 2006, retornando dois anos após. Atualmente, pesquisando na grade programação da TV Cultura, não consta o desenho animado que tanto encantou famílias inteiras. Uma pausa para o choro e bola pra frente. Quem quiser acompanhar o desenho canadense saiba que é possível encontrá-lo de forma fragmentada no YouTube.

7º) Coragem, o Cão Covarde 
SBT



Este é aquele tipo de desenho que fica marcado para sempre em nossa memória, principalmente devido às suas peculiaridades. Com uma proposta bem diferente do que se poderia imaginar para uma atração infantil, "Coragem, O Cão Covarde" foi uma dos grandes sucessos da Cartoon Network entre o final dos anos 90 e começo dos anos 2000, aqui no Brasil ficou muito popular devido a sua exibição no SBT. A animação fez tanto sucesso na época que chegou a ter 4 temporadas. O desenho conta a história de Coragem, um cachorro que facilmente assusta-se, ele vive em uma fazenda com Muriel e Eustácio, na cidade de Lugar Nenhum, no Kansas. Coragem, Eustácio e Muriel encontram monstros, alienígenas, demônios, cientistas loucos e outros tipos de perigos que Coragem tenta afastar para salvar seus donos, tudo isso sem o conhecimento deles. Criado por John R. Dilworth, o desenho que aparentemente possui um contexto simples, tem histórias mirabolantes e situações extremamente cômicas, porém com um detalhe um tanto quanto perturbador, pois se trata de uma atração psicologicamente intensa, creio que este seja um dos fatores pelos quais também fez tanto sucesso entre o público adulto. Posso citar como exemplo a referência que foi feita ao filme “O Exorcista” quando Muriel aparece quase que completamente verde, em cima de uma cama e girando a cabeça em 360º graus, aliás, é possível ver muitas referências a filmes de terror em vários episódios. Alguns deles não tem nada de infantil, são histórias que realmente surpreendem e nos deixam impactados. "Coragem, o Cão Covarde" é a série de desenho animado que mistura elementos do terror e humor negro, formando uma animação extremamente original e única. O desenho está disponível na Netflix.

6º) Avatar: A Lenda de Aang 
Globo/Band 



Uma era muito good vibes, onde tudo ia bem e derrepente o equilíbrio da Terra começa a sofrer. Um homem, um título - Avatar - o único que consegue restaurar o equilíbrio através do uso dos quatro elementos: água, fogo, ar e terra. Parece o enredo de um filme de ação bem piegas, mas engana-se você, o seriado “Avatar: A Lenda de Aang” produzido pela Nickelodeon é bem mais do que tiro, porrada e bomba. É um desenho humano. No sentido literal da palavra. Criado e produzido por Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko o anime tem um viés muito interessante, mostra o engrandecimento da alma humana, o aprendizado de novas culturas a imposição do mal em resposta ao bem. Com três temporadas disponíveis, o seriado americano foi exibido pela TV Globo e Bandeirantes na TV aberta, assim como sua saga seguinte: “Avatar: A Lenda de Korra” composta por quatro temporadas, que infelizmente foi boicotada pelo SBT, por insinuar um romance lésbico entre suas protagonistas. Tanto Aang quanto Korra apresentam temporadas coesas, autoexplicativas e que contrastam com o cotidiano nefasto vivenciado por todos nós. Para quem quiser acompanhar esse “hino” de série, saibam que ela A-I-N-D-A encontra-se disponível na Netflix e passa todo sábado de manhã (06h30) na Bandeirantes.
aqui começa o anuncio (coloque cor branca sobre está frase)
aqui termina o anuncio (coloque tinta branca sobre essa frase)
5º) Thundercats 
Rede Globo - 1986-1990 



Na luz da espada, no brilho da estrela! O desenho que se tornou símbolo dos anos 80 no Brasil foi criado pela Hanna Barbera e exibido pela Rede Globo em 1986. Apesar do sucesso, a emissora exibiu deixou de exibir os últimos 30 episódios das aventuras de Lion e seus amigos. Quem acompanhava teve que esperar até 2001, quando o SBT reprisou as aventuras dos heróis felinos no "Bom Dia & Cia". Na trama, os últimos filhos do planeta Thundera viajam até o Terceiro Mundo em busca de refúgio, cada um com suas habilidades especiais. O tema nacional interpretado pelo Trem da Alegria se tornou tão icônico quanto a série em si. “Thundercats” ganhou uma nova versão em 2011, com apenas 26 episódios.

4º) Animaniacs 
TV Globo e SBT - 1993-1998


 

“O nosso show vai começar, A cortina vai se abrir, Então deite e relaxe, Para assistir, Os Animaniacs!”. Era desta forma que se iniciava um dos desenhos de maior sucesso da Warner Bros. Animation. Produzido de 1993 até o o final de 1998, os irmãos Warner fizeram muito sucesso na TV aberta brasileira, o desenho foi exibido pela Rede Globo (1994-1998) nos extintos Xou da Xuxa, Sessão Aventura, Angel Mix, TV Colosso e Xuxa Park e no SBT, no Sessão Desenho (1999-2008). Como a própria música de abertura já dizia, eles eram realmente eram um show, o desenho trazia consigo um humor mais das antigas, referências a cultura pop da época, uma infinidade de palhaçadas, mas também ficou conhecido pelo seu conteúdo educativo, abordavam temas relacionados a ciência, matemática, história, geografia e muitos destes em forma de musicais, podemos citar como exemplo o episódio “O Mundo de Yakko”, que apresentava todas as nações do mundo existentes no ano de 1993 e que deu trabalho para a equipe de dublagem aqui no Brasil, tanto que eles não conseguiram deixar este episódio da forma que deveria ser. Não havia um formato definido e a animação era um verdadeiro show de variedades repleto de personagens com destaque para Yakko, Wakko e Dot que eram os irmãos Warner.

3º) Digimon Adventure
TV Globo


 

Se você acompanhou o anime japonês “Digimon” pela Rede Globo ficará para sempre com a Angélica vestindo o chapéu do Seu Madruga e cantando a abertura do desenho em sua mente… “Eles vão se transformar, para o seu mundo salvar, juntos combatem o mal…”. Pois bem, a franquia “Digimon” pode ser considerada uma das mais rentáveis até hoje. Aos longo dos mais de 15 anos de história, o anime, se tornou derivados em bolsas, cadernos, estojos, além de fantasias, bonecos colecionáveis e tantos outros elementos geeks. A estória dos amigos digiescolhidos que são selecionados para viver em um universo paralelo foi baseado em outro grande sucesso de público, o tamagotchi, conhecido no Brasil como “Bichinho Virtual”. O seriado aborda questões significativas como a partilha, união, amizade e contextos sociais importantes, entre eles a luta contra um governo soberano que assola a população de Digimons. Com diversas temporadas o anime se concentra com mais assiduidade entre seus fãs nos primeiros anos, mais respectivamente em "Digimon Adventure" e "Digimon Adventure 2", ambos exibidos no Brasil pela TV Globo dentro da “falecida” [descanse em paz] "TV Globinho". No Japão a mais recente temporada do seriado japonês aborda a continuidade da saga original 15 anos após os acontecimentos da temporada 2, intitulada “Digimon Adventure Tri” espelho que ressalta o poder da saga com o passar dos anos. Quem quiser acompanhar o anime saiba que infelizmente hoje, nenhuma TV, seja por assinatura ou aberta no Brasil exibe o desenho. Porém alguns episódios soltos podem ser vistos no YouTube, além da temporada de Digimon Fusion que encontra-se disponível no catálogo da Netflix.

2º) Pokémon 
Record TV/Rede TV!/TV Globo/Rede Brasil 



Polêmico, sagaz e com inúmeras temporadas - esta é a saga “Pokémon”. Animação japonesa de enorme sucesso que estreou no Brasil no final da década de 90 na Record TV, sucesso momentâneo, o anime chegou a liderar contra a poderosa e onipotente Rede Globo. Narrando a trajetória de Ash e seu grande amigo Pikachu em busca da consolidação do primeiro em um Mestre Pokémon, o anime apresenta uma rotatividade bem considerável de personagens coadjuvantes, por exemplo, já fizeram parte da roda de amigos de Ash: Misty, Brock, Serena, Dawn, Clemont, May, Tracey, Bonnie, Iris... o que não muda mesmo é o Ash [risos]. Apesar dos pesares, “Pokémon”, mostra cenas onde valores são bem quistos: união, benevolência, amizade e coragem. Atualmente a saga é exibida na TV por assinatura pelo Cartoon Network e o retorno da temporada clássica a Rede TV! é possível ainda para esse ano. Resta esperar.

1º) Dragon Ball Z 
Band/Rede Globo



Sim, nós sabemos, a saga "Dragon Ball" é mais significativa, porém a entrada da temporada “Z” do anime ganhou uma legião de fãs incalculável devido sua exibição na TV aberta, através da Band e posteriormente na TV Globo. Narrando a trajetória dos Super Saiyajins, o anime japonês apresenta um cenário bem típico das séries animadas japonesas: muita ação, heróis que buscam vencer o mal e vilões nada convencionais. Um dos fatores interessantes na saga de modo geral é a sua evolução com o passar dos anos, que diferente de Pokémon, por exemplo, apresenta o envelhecimento de seus personagens, não como Ash que fica preso na mesma coisa por temporadas e mais temporadas. Sucesso no Brasil, "Dragon Ball Z" foi exibido pela Bandeirantes e Rede Globo, esta última na já falecida "TV Globinho", faixa hoje ocupada pela Fátima Bernardes. O produto em si é uma marca de fama mundial, tornou-se jogos eletrônicos, cadernos, camisetas, canecas e um conglomerado de peças nerds. Atualmente é exibido pela Rede Brasil de Televisão às 20h30min dentro da Sessão Oriental, na Band, aos sábados de manhã, além do Cartoon Network que exibe as sagas “Dragon Ball Super” e o remasterizado “Dragon Ball Z Kai”.

---------- ⇎⇎⇎⇎⇎⇎⇎⇎ ----------

Existem tantos outros animes e/ou desenhos que transcendem a mente dos brasileiros e que não estão listados neste texto, até porque não seria viável [ficaria imenso], mas se você se recorda de algum, não se acanhe, deixe nos comentários. 

----------

Coluna escrita por Jonas Henrique (@Jonas_HBA), Vitor (@zevirtovsf) e Hiago Júnior (@Hiago__Junior) ambos integrantes da equipe do site Aparato do Entretenimento.



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “Animes e Desenhos Animados que fizeram sucesso na TV aberta brasileira