ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

O Diário Secreto de Daniele Moura #5




#ViradaDoAno

Passei um bom tempo longe deste recinto pelo simples fato de que: meu filho nasceu. Jaime veio ao mundo mais gordo que a Dona Redonda, com aquelas pernas fofinhas, os dedinhos rechonchudos. Com isso, tive que me afastar, cuidar dele, sabe. Mas como também sabem, não consigo ficar muito tempo longe daqui. Portanto hoje, exatamente hoje, vou contar como foi meu réveillon.


Convidei todos meus amigos para a virada do ano em minha casa. Contratei uma babá para ficar com o Jaiminho, até porque também sou filha de Deus e preciso comemorar os prazeres da vida. 

Lizandra chegou com um tubinho preto de renda, com uma maquiagem pesada nos olhos e com o cabelo amarrado em um rabo de cabelo. Não estava cheirando pinga, muito menos tequila, ou qualquer outra cadeia carbônica alcoólica. Assim que pisou os pés em minha casa, veio até mim, deu dois beijos na minha face, agradeceu o convite, pegou um canapé de cebola roxa e sentou-se ao lado do "padre" Fábio. (Todos nos já sabíamos onde isso ia dar).

- Amiga, nem na comemoração do ano novo você larga seu lado gótico? Tá pior que a Tábata. Hoje é dia de amor e paz. Dia de brindar a felicidade, mas vestida desse jeito não dá pra te defender. Faz o seguinte: vai pra sua casa, troca de roupa, tira essa maquiagem e volta mais clean

- Jamais, você não tem noção do tempo que demorei pra me montar. Os cílios postiços, a unha postiça, a sombra avelã sombria, o rímel paixão da meia-noite. Tudo isso me custou as cachaças de 15 dias, e se eu fiz essa abstinência, você pode muito bem aguentar umas horinhas com esse meu visual.  

- Desculpas, parece que está nervosinha! Calma bem, as coisas se ajeitam. Meus lindos olhos, contra a vontade vão se acostumar com a malévola a minha frente, é só questão de tempo.

Busquei o restante da comida na cozinha e enfeitei a mesa. Dolly, Cereser, frutas a vontade, canapés de cebola, bolinho de bacalhau, tudo do bom e melhor. Quando ia retocar a maquiagem Karine chegou. 

Imponente em um salto de 15 centímetros, toda de branco, com uma trança embutida. De mãos dadas com um moreno de 1,90m de mais ou menos uns 120 kilos. Me deu um "oi" bem breve e já atacou a mesa. O pedreiro dessa vez, era o Cridão. 

Ao lado do minion Fábio, Cridão parecia um arranha-céu. Apertou a mão frágil do casto padre, e deu uma piscadela meia estranha. De longe apenas observei a investida. A evolução da subida de mão, da tentativa de embebedar a presa e das fotos empinando o beiço gigante. Aquela coca, era fanta. Será que Karine sabia?

Deixei de lado aquela situação, se Cridão gostava de suco de morango e laranja ao mesmo tempo, não era da minha conta. Karine que se cuide! 

Recebi uma mensagem da Tabata: "Amiga, sinto muito não vou poder ir a sua festa. Tenho uns trabalhos pra terminar. Sabe a Gregislaine, vizinha do Astolfo que sai com a prima dela, a Roseta... Então ela me ligou e falou que a cachorra da prima agora tá dando em cima do filho deles também. Ela me pediu um despacho. Tô super atrasada, nem encontrei a galinha ainda. Enfim, te avisei pra não ficar com aquele clima ruim, sabe? p.s: eu pedi pra painhô, um novo macho pra você. Na próxima lua cheia ele chega. Abraços e um feliz ano novo!".

Trabalhar em pleno réveillon devia ser um crime, mas Tabata não tinha horário e eu a entendia. Apenas respondi um: "ok". Não queria prolongar a conversa e muito menos atrapalhar seu despacho.

A última a chegar na festa já perto da morte do velho (que piada podre) foi Patrícia. Com os cabelos molhados e cacheados, pingando a creme neutrox barato e vestida em um vestido longo com estampa praiana. Nos pés um tamanco dijean. 

Assim que me viu, correu, recebi um abraço tão forte que o ar me faltou por uns três minutos. Com um sorriso de orelha a orelha, me chamou no canto: queria contar um segredo.

- Danny, sabe aquele moço que a Karine pegava?

- Sei sim, o que tem ele?

- Então amiga, me mandou uma mensagem no WhatsApp dias atrás. Queria saber sobre a possibilidade de sair comigo. 

- Sua louca, tu aceitou?

- Fiquei meia ressabiada a principio, mas ele é um xoxonho. Super amigo, compreensivo e melhor... beija super bem.

- E a Karine aceitou a situação?

- Esse é o problema Danny. Ela não sabe ainda. 

- Valha-me Deus. Você é louca, quero nem estar presente quando ela descobrir.

- Este é o problema e por isso te chamei aqui na surdina. Meu xoxonho está lá fora, eu o trouxe, e ele quer entrar pra se divertir com a gente. 

- Sinceramente não me responsabilizarei por nada que acontecer. Paty você sabe como a Karine é, se fosse você não cutucaria a onça com vara curta.

Foi dito e feito, assim que o xoxonho, vulgo Kennedy entrou na minha varanda o barraco foi armado. 

- Danny para a música, para agora! Que safadeza é essa Paty. Tu tá com um macho que já foi meu? Tá ficando louca? 

- As coisas não são do jeito que você está pensando. Calma amiga, estamos apenas nos conhecendo e eu ia te contar hoje, agora. 

- Faça-me rir! Quer dizer que você está beijando onde já beijei, experimentará o que já experimentei. Não me surpreenderei que se um dia eu largar o Cridão, você vai querer o negão ali.

- Não me ofenda. Xoxonho é minha paixão! Só penso nele o dia todo. 

Foi o estopim necessário, e quando digo estopim quer dizer que o ano de 2016 brindou o puxa cabelo. Assim que a queima de fogos começou, Karine grudou no cabelo (cremoso) da Paty: tapas e mais tapas, Dolly na cara uma da outra, enquanto euzinha tentava salvar minha mesa de comida feita com muito esmero. Não sobrou muito para o dia seguinte. 

No final tudo se ajeitou. Karine percebeu que Paty realmente estava apaixonada, e que Cridão não estava mais na sua. E sabem quem se saiu melhor nessa virada no ano? Ele mesmo aquele que come quieto, o "padre". Com três opções que variavam o cardápio de morango a laranja, Fábio podia muito bem escolher entre a salada Lizandra, o prato principal Karine e a sobremesa Cridão. 

_________________________________________________   

Se envolva com essa "gangue", fique sempre ligado aqui no Aparato. 

E siga-me no Twitter: @Hiago__Junior


                                              #CâmbioDesligo



Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


0 thoughts on “O Diário Secreto de Daniele Moura #5