ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Search

Fanfic #AFeiaMaisBela - "Da despedida vem o renascimento" (Capítulo 2)


Antes de tudo, caso você não tenha tido a oportunidade de ler o capítulo anterior, então acesse clicando AQUI. 

Agora sim, podemos dar continuidade... 


                         

Capítulo 2 - A despedida?

Lety ainda estava perdida em seus pensamentos quando Fernando parou o carro e lhe acariciou a mão.

- Chegamos Lety!

Ela não olhou para ele, olhou para fora e viu onde estava, Fernando a tinha levado para a casa. Olhou para aquele lugar onde foi tão feliz e se sentiu triste, por saber que nada daquilo que viveram ali foi real, cada beijo, cada gesto de Fernando com ela não passou de uma grande mentira.

Fechou os olhos e decidiu esquecer, por um momento, pois aquela noite seria a sua despedida daquele lugar onde ela nunca mais iria querer voltar. E sem excitar pegou sua mão, olhou em seus olhos e lhe disse: 

- Vamos?

Fernando ficou feliz, porque achava que o silêncio seria porque tinha se arrependido de estar com ele. Saiu do carro com um lindo sorriso e a pegou pela mão, foram rumo a casa onde passaram momentos tão especiais.

Assim que entraram, Fernando aproximou-se, segurou em seu rosto e olhou em seus olhos. Queria dizer alguma coisa, mas ela o impediu colocando um dedo em seus lábios. Calando-o. Em contrapartida sorriu para ela e deu lhe um beijo, no começo um beijo doce, que foi se tornando apaixonado, ardente. Sem falarem uma só palavra, Fernando e Letícia foram subindo a escada quase tropeçando nos degraus. Beijava com uma fome nascida do desespero do medo de perdê-la. Rosto, pescoço e por fim voltou para aquela boca que ele tanto amava. Lety respondia com a mesma voracidade, só que para ela aqueles beijos, tinham o sabor da despedida, como se aquela batalha alucinada travada entre suas línguas, fossem deixar nela para sempre o gosto dele.

Quando enfim chegaram no quarto, o desejo aumentou. Mais ânsia de fazê-la sua, tirou-lhe o suéter, enquanto começava a se despir. Paletó, gravata foram os primeiros a atingirem o chão gélido, após movimentos suaves onde botão após botão de sua camisa tornaram-se um obstáculo para ela sentir sua pele quente. Virou-se de costa para ele e a beijou na nuca arrepiando-a toda, começou abrir o zíper de seu vestido acariciando sua pele que ao poucos ia se expondo. Enfim o vestido já estava no chão. Fernando a virou novamente conduzindo-a diretamente para sua boca. Colocou a mão em seu cinto para poder livrá-lo daquela calça que era mais um empecilho - com suas mãos ágeis abriu o soutien e o jogou para longe, enquanto chutava sua calça, fazendo com que finalmente seus corpos se colassem um no outro. Lety estava arrepiada de desejo e a pele de Fernando estava quente, começou a beijar seu pescoço dando leves mordidas enquanto suas mãos acariciam aqueles seios lindo que ele amava. Seus lábios foram adentrando seus contornos: ombros e seios, resultando em gemidos estasiados. Ela amava essas caricias. Pegou um mamilo entre os dentes e o mordeu de leve, depois passou a língua bem devagar nele a deixando louca quando começou a sugá-lo, jogando a cabeça para traz, Lety gemeu mais alto, foi então que ele a puxou de volta para si. Beijou-lhe enfiando aquela língua quente em sua boca, Lety mordeu-lhe o lábio, enquanto as mãos enormes do patrão passeavam por todo seu corpo. Lety apertou-o mais contra si e sentiu sua excitação, ela o olhou nos olhos e eles foram para a cama, Fernando a deitou de costas na cama e se deitou sobre ela, beijou sua boca e foi descendo por seu pescoço, seus ombros. Descendo sugou mais uma vez os seios. Levantando o rosto, a olhou, Lety era uma mulher linda, seu corpo o deixava louco, depois de um momento ele voltou a beijá-la. Ele foi descendo até chegar onde mais desejava, afastou suas pernas e a beijou intimamente, fazendo-o a dar um gemido de prazer. Para sua surpresa já que nunca havia feito esse tipo de carícia, sugava-lhe sua intimidade com uma voracidade que a estava deixando louca. Segurou em seus cabelos, como quem diz para que ele continuasse e ele continuou e ela gemia cada vez mais alto ao sentir aquela língua quente que a possuía. Lety começou a tremer e Fernando parou. Ele queria que ela chegasse ao êxtase com ele dentro dela, e erguendo-a beijou até ela pode sentir o seu próprio gosto misturado ao gosto dele. Fernando esfregava sua excitação na dela mas não a invadia, deixando cada vez mais louca de desejo de tê-lo em seu interior, atá que ela não aguentou mais e o trouxe mais para perto o abraçando com as pernas. Fernando com a mão conduziu-a para dentro, eles gemeram quando enfim se sentiram unidos, a invadiu com facilidade já que ela estava úmida das carícias de sua boca. A sentiu quente a sua volta, foi então que parou e a olhou, Lety não falava nada, mas o brilho em seus olhos e em sua pele vermelha a arrepiava de desejo, mostrando o quanto ela o queria assim, duro e pulsando dentro dela. Começou a se mover sobre e dentro dela, seus movimentos no inicio eram calmos, mas quando mais ele se arremetia para dentro de sua Lety, seu desejo aumentava. Fernando não acreditava que a estava amando ali no seu espaço, na sua casa, na sua cama. Olhou-a enquanto se movia e viu que estava de olhos fechados, então lhe disse:

- Abra os olhos, olhe para mim Lety!

Ela o olhou desfocadamente tamanho era o prazer que Fernando a estava dando. Gemeu. Então começou a possui-lá com mais força, saindo e entrando naquele corpo com tanto desejo como se quiser deixar ali suas marcas. Como se dissesse - "Você é minha, só minha e vou te amar assim". Aumentou a velocidade de suas investidas fazendo-a delirar, cravou-lhe as unhas em suas costas. Fazendo com que Fernando gemesse como um alucinado, sentiu que ela iria chegar ao êxtase quando começou a aperta-lo intimamente e isso fez com que ele ficasse mais louco de desejo. Segurou em seus quadris e começou a se aprofundar, Lety o sentiu cada vez mais fundo em sua intimidade, e gemeu seu nome. Olhou-a, em seguida a beijou, quando sentiu apertado. Tremeu-lhe os braços, perdeu a cadência de seus movimentos e se deixou explodir, esvaziando-se todo dentro de sua Lety. Deixou seu corpo cair sobre o dela. Estavam sem fôlego, seus corações batiam com um só. Com a voz entrecortada Fernando a olhou nos olhos, indagando-a:

- Te amo minha Lety, eu te amo... 

Ela não respondeu, apenas olhou nos olhos e ele recostou sua cabeça em seus seios, enquanto acalmavam suas respirações. Se amaram mais uma vez aquela noite, até que o cansaço e o sono os consumiram.

Até a próximo capítulo! 

E não esqueçam de comentar, é regra, ok?

Autora: Tita Lopes (@SeranTusOjosJCF) / (@LopesTicia)

Colaboração:




Aparato do Entretenimento

Criado em 2014, o "Aparato do Entretenimento" traz ao seu leitor uma gama versátil de conteúdo. Conta com colunistas especializados em áreas de atuação diferentes, que visam desta forma atender a você querido(a) leitor(a). Além da sua visita, esperamos ser seus amigos e como seremos pode nós dar aquela dica para melhorar, um puxão de orelha, elogiar. Acima de tudo queremos sua participação.


2 thoughts on “Fanfic #AFeiaMaisBela - "Da despedida vem o renascimento" (Capítulo 2)